Rastreamento
Rastreie o seu pedido:
0
06/12/2022

O que é o Dia da Imaculada Conceição?

 

 

O ensino da "Imaculada Conceição"é erroneamente interpretado como significando a concepção de Jesus Cristo no ventre de Maria. No entanto, não se refere à virgindade de Maria quando ela deu à luz Jesus, mas é uma crença sobre sua própria condição quando ela foi concebida. Isto é, ela foi “imaculada” pela intervenção de Deus no momento em que foi concebida, de modo que ela seria sem pecado e, portanto, “adequada” como a mãe do Filho de Deus.

 

O nascimento virginal refere-se à crença de que Maria engravidou de Jesus por meio de um milagre divino, fora da ligação carnal com seu marido José. A Imaculada Conceição refere-se à concepção da própria Maria e é uma doutrina (ensinamento) da Igreja Católica Romana. Essencialmente, a Imaculada Conceição é a crença de que Maria foi protegida do pecado original, que Maria não tinha natureza pecaminosa e era, de fato, sem pecado.

 

A Imaculada Conceição não se refere ao nascimento virginal

 

Os católicos acreditam que Maria foi concebida normalmente, mas Deus a tornou imune ao pecado original ou herdado. Eles acreditam que Maria foi "libertada" do pecado, o que permitiu que ela fosse a "segunda Eva" para dar à luz o "segundo Adão" do Espírito Santo. A Escritura nos diz: "O primeiro homem, Adão, foi feito alma vivente. O segundo Adão foi feito um espírito vivificante."

 

Lucas 1:35 também diz: “Respondeu-lhe o anjo: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e o poder do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra”. É por isso que o Santo que nascerá de você será chamado Filho de Deus”. Maria era como uma arca pura e santa, própria para carregar o Filho de Deus. Enquanto a arca do Senhor no tempo de Moisés carregava os elementos da Antiga Aliança, Maria carregava o autor da Nova Aliança.

 

Os ensinamentos da Imaculada Conceição são baseados principalmente na tradição

 

A Igreja Católica Romana baseia seus ensinamentos sobre a Imaculada Conceição na tradição, juntamente com algumas passagens das Escrituras. Uma delas é Gênesis 3:15. Ali, Deus fala à serpente: “Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua semente e a sua semente”. Os católicos indicam que o conflito entre a serpente e a mulher é igual ao conflito entre a serpente e o descendente da mulher, e eles explicam isso dizendo que a mulher (Maria) deve ser tão sem pecado quanto seu descendente (Cristo).

 

A outra passagem citada pelos católicos em apoio à Imaculada Conceição é Lucas 1:28. "O anjo entrou nela e disse:" Curve-se, você que recebeu grande graça; O Senhor está com você. "" A frase traduzida "grande graça foi dada a você" pode ser traduzida como "você foi favorecido com a graça", e assim, de acordo com o dogma católico, Maria teria tido uma superabundância de graça, tornando-a sem pecado e, portanto, Deus escolheu carrega Seu filho.

 

A Igreja Católica afirma que sua Imaculada Conceição foi necessária

 

A Igreja Católica Romana sustenta que a Imaculada Conceição era necessária porque, sem ela, Jesus teria recebido seu corpo de uma mulher que era escrava do Diabo, cujas obras Jesus veio destruir (1 João 3:8).

 

Maria, como mãe do Salvador, precisava que seu corpo fosse liberto do poder do pecado, e Deus lhe concedeu esse privilégio. Desde que ela estava no ventre de sua mãe, Maria foi santificada por causa do papel especial que ela desempenhou ao trazer o Filho de Deus encarnado ao mundo.

 

A doutrina formal da Imaculada Conceição foi proclamada pelo Papa Pio IX

 

A doutrina formal da Imaculada Conceição, afirmando a libertação da Santíssima Virgem do pecado original desde o momento de sua concepção, foi proclamada pelo Papa Pio IX em 8 de dezembro de 1954 no documento "Ineffabilis Deus".

 

O documento contém a seguinte declaração, traduzida do latim: "Declaramos, pronunciamos e definimos que a doutrina que afirma que a Santíssima Virgem Maria, no primeiro momento de sua concepção, por uma graça e privilégio singular concedido por Deus Todo-Poderoso, considerando seus méritos, Jesus Cristo, o Salvador da raça humana, foi preservado de toda mancha do pecado original, é uma doutrina revelada por Deus e, portanto, deve ser firme e consistentemente crida por todos os crentes”.

 

Os atributos da Virgem Maria causam conflito entre os crentes

 

Se Maria é ou não sem pecado, bem como sua virgindade, são duas áreas de conflito entre os crentes. Segundo os protestantes, por exemplo, apenas Jesus não tinha pecado. Há também protestantes que acreditam que Maria teve outros filhos com seu marido José de maneira normal após o nascimento de Jesus. A tradição católica, por outro lado, ensina que ela não tinha pecado e permaneceu virgem para sempre. O conflito nunca será resolvido porque não há evidência de sua pecaminosidade na Bíblia. O aspecto da falta de pecado original de Maria é uma questão de tradição da Igreja. No entanto, sua virgindade é claramente declarada no Evangelho de Mateus. Lá nos é dito: "... antes que eles vivessem juntos, ela se achou grávida do Espírito Santo" (Mateus 1:18) e "Mas eu não a conhecia, até que ela deu à luz um filho". (Mateus 1:25)

 

A Imaculada Conceição não é ensinada diretamente na Bíblia

 

Um problema que muitos cristãos têm com o ensino da Imaculada Conceição é que ela não se encontra na Bíblia. Mesmo os católicos admitem que a Escritura não a ensina diretamente.

 

A Bíblia descreve Maria como uma pessoa comum a quem Deus escolheu para ser a mãe do Senhor Jesus Cristo. Maria era, sem dúvida, uma mulher piedosa. Maria foi certamente uma esposa e mãe maravilhosa. Jesus amou e cuidou de Sua mãe. Mas a Bíblia não nos diz diretamente que Maria não tinha pecado. Na verdade, a Bíblia nos dá grandes razões para crer que Jesus Cristo é o único ser humano que não foi "infectado" pelo pecado e nunca cometeu nenhum pecado. Eclesiastes 7:20 diz: "Porque não há homem inocente na terra que faça o bem e não peque."

 

A Imaculada Conceição de Maria continua sendo um ensinamento controverso da Igreja Católica, principalmente porque não se encontra na Bíblia e contradiz a Palavra de Deus. Os católicos acreditam que a proximidade de Maria com Cristo fez com que ela recebesse da "plenitude da graça" de Deus e, assim, ficasse sem pecado. Os católicos também acreditam que Deus queria uma mulher perfeitamente pura para carregar Seu Filho, o Deus do universo, porque qualquer outra pessoa seria imperfeita para realizar essa tarefa. Finalmente, sabemos pelas Escrituras que Jesus foi concebido milagrosamente dentro de Maria, que era virgem na época.

 
  • Por: R$ 34,90
    Comprar

    Vela Ritual Mau Olhado

    Vela Ritual Mau Olhado. Afaste a energia negativa, e todo mau olhado. Concentre seu pensamento, tenha fé no seu desejo, e certamente ele irá se realizar. Confira!

  • Por: R$ 34,90
    Comprar

    Vela Ritual Justiça

    Vela Ritual Justiça. Seja para prometer, pedir algo, desejar... Enfim... O importante é concentração ao fazer o seu pedido. A fé é o sentimento que move em busca da realização dos seus desejos. E o seu desejo pode se realizar. Confira!